TEXTO: “Pandora”

Publicado: 08/05/2012 por Professora Déborah em Português

PANDORA (mitologia grega)

Num tempo distante, os homens dominaram a dádiva do fogo, graças a Prometeu, tornando melhor a vida na Terra.

Mas diante daquela afronta, a ira de Zeus não teve limites, e ele resolve então punir os homens. Ordenou a Hefesto que moldasse uma mulher de barro, tão linda quanto uma verdadeira deusa, que lhe desse voz e movimento e que seus olhos inspirassem um encanto divino.

A deusa Atena teceu-lhe uma belíssima roupa, as três Graças a cobriram com jóias e as Horas a coroaram com uma tiara de perfumadas flores brancas. Por isso a jovem recebeu o nome de Pandora, que em grego significa “todas as dádivas”.

No dia seguinte, Zeus deu instruções secretas a seu filho Hermes que, obedecendo às ordens do pai, ensinou Pandora a contar suaves mentiras. Com isso, a mulher de barro passou a ter uma personalidade dissimulada e perigosa.

Feito isso, Zeus ordenou a Hermes que entregasse a mulher de presente a Epimeteu, irmão de Prometeu, um homem ingênuo e lento de raciocínio.

Ao ver Pandora, Epimeteu esqueceu-se que Prometeu lhe havia recomendado muitas vezes para não aceitar presentes de Zeus; e aceitou-a de braços abertos.

Certo dia, Pandora viu uma ânfora muito bem lacrada, e assim que se aproximou dela Epimeteu alertou-a para se afastar, pois Prometeu lhe recomendara que jamais a abrisse, caso contrário, os espíritos do mal recairiam sobre eles.

Mas, apesar daquelas palavras, a curiosidade da mulher de barro aumentava; não mais resistindo, esperou que o marido saísse de casa e correu para abrir o jarro proibido.

Mal ergueu a tampa, Pandora deu um grito de pavor e do interior da ânfora saíram monstros horríveis: o Mal, a Fome, o Ódio, a Doença, a Vingança, a Loucura e muitos outros espíritos maléficos…

Quando voltou a lacrar a jarra, conseguiu prender ali um único espírito, a Esperança.

Assim, então, tudo aconteceu exatamente conforme Zeus havia planejado. Usou a curiosidade e a mentira de Pandora para espalhar o mal sobre o mundo, tornando os homens duros de coração e cruéis, castigando Prometeu e toda a humanidade.

PANDORA: mitologia grega. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br&gt; Acesso em: 06 mar. 2007.

7.   Por meio da leitura do texto, é possível inferir algumas características psicológicas dos personagens apresentados. Dentre as alternativas a seguir, qual não caracteriza adequadamente o personagem ao qual se refere?

a)  (     )    Hermes: obediente.

b)  (     )    Epimeteu: ingênuo.

c)  ( X  )    Prometeu: orgulhoso.

d)  (     )    Pandora: curiosa.

8.   Zeus idealizou Pandora para realizar seu plano de vingança. Para que tudo saísse conforme planejado, delegou diferentes funções a seus subordinados. Relacione cada personagem à atividade realizada:

a)  Hefesto          ( d  ) Ensinou Pandora a contar suaves mentiras.

b)  Atena             ( b  ) Teceu para Pandora uma belíssima roupa.

c)  Horas             ( a  ) Moldou uma mulher de barro, tão linda quanto uma verdadeira

d)  Hermes          deusa.

( c  ) Coroaram Pandora com uma belíssima tiara de perfumadas flores

brancas.

Releia o parágrafo a seguir para responder às questões de 9 a 11:

Mas diante daquela afronta, a ira de Zeus não teve limites, e ele resolve então punir os homens. Ordenou a Hefesto que moldasse uma mulher de barro, tão linda quanto uma verdadeira deusa, que lhe desse voz e movimento e que seus olhos inspirassem um encanto divino.

9.   Assinale o nome do personagem ao qual se referem os termos em destaque no parágrafo lido:

a)  ( X ) Pandora                                               c)  (     ) Hefesto

b)  (    ) Zeus                                          d)  (     ) Os homens

10. No parágrafo que você releu para responder à questão anterior, Zeus dá uma ordem a Hefesto, expressa na narrativa por meio do discurso indireto. Como ficaria a ordem de Zeus se o autor tivesse optado pelo discurso direto?

Zeus ordenou:

– Molde uma mulher de barro, tão linda quanto uma verdadeira deusa. Dê-lhe voz e movimento e faça com que seus olhos

inspirem um encanto divino.

11. Ainda no mesmo parágrafo, há uma comparação. Assinale, dentre as alternativas a seguir, a expressão que indica essa comparação:

a)  (     ) “e ele resolve então punir os homens”;

b)  ( X  ) “tão linda quanto uma verdadeira deusa”;

c)  (     ) “ordenou a Hefesto que moldasse uma mulher de barro”;

d)  (     ) “seus olhos inspirassem um encanto divino”.

Releia o trecho a seguir para responder às questões 12 e 13.

Mal ergueu a tampa, Pandora deu um grito de pavor e do interior da ânfora saíram monstros horríveis: o Mal, a Fome, o Ódio, a Doença, a Vingança, a Loucura e muitos outros espíritos maléficos…

12. A expressão “Mal” no início do trecho poderia ser substituída, sem alterar o sentido do texto, por:

a)  ( X  ) assim que;

b)  (     ) portanto;

c)  (     ) desde que;

d)  (     ) certa vez.

13. Qual das explicações a seguir justifica o uso dos dois-pontos no trecho? Assinale:

a)  (     )    Antecede o discurso direto.

b)  (     )    Indica um termo que resume o que já foi dito.

c)  ( X  )    Relaciona termos que exemplificam o que está sendo citado.

d)  (     )    Oferece um sinônimo para o termo que os antecede.

14. Assinale a alternativa que justifica o uso das vírgulas no trecho a seguir:

o Mal, a Fome, o Ódio, a Doença, a Vingança, a Loucura…

a)  (     ) Isolar o termo “Mal” dos demais, pois é o único adjetivo da lista;

b)  (     ) Indicar uma explicação complementar feita a uma palavra anterior;

c)  ( X   ) Indicar uma seqüência de itens;

d)  (    ) Separar informações adicionais, desnecessárias para a compreensão global do texto.

Obs: Depois deste trabalho, pode-se pedir aos alunos para escrever um texto sobre a “Caixa de Pandora”, o que esconderiam lá e, ou se tivessem a chance de descobrir um segredo como reagiriam, ou ainda sobre a origem dos males/sentimentos  do mundo ( inveja, orgulho, entre outros…)? Entre outros ….; ilustrar a história. Tmabém, pode-se complementar o trabalho com outros professores de outras áreas ( história) sobre a mitologia….

 

Anúncios

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s